Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
O princípio da nossa história...

Janeiro de 2008. Matilde, Patrícia e Tomás estão à porta de um prédio. Os três olham para o telemóvel. Tomás olha para o relógio. Um homem aproxima-se. Ouve-se um telefone a tocar. O homem olha para o telefone que tem na mão e prime uma das teclas. Matilde baixa o braço com que segura o telefona. O homem aproxima-se deles.” Bom dia, eu sou Manuel Vargas. Vocês devem ser a Matilde, o Tomás e a Patrícia. Certo?!” Os três olham-se, entre si. Acenam positivamente.


Esta é a primeira vez que se vêem. Sobem no mesmo elevador, com Manuel Vargas. Visitam um apartamento pequeno, mas recente. Os quartos estão mobilados. A sala de estar é pequena, mas tem um sofá, uma mesa e uma televisão. Tem máquina de lavar roupa. “É das modernas. Dá para lavar e secar”, diz Manuel Vargas. “E pronto! Não tem mais nada que ver. Há dois quartos, uma casa de banho completa…”, acrescenta.


De novo, à porta do prédio, Manuel Vargas despede-se dos três jovens e afasta-se. Matilde é a primeira a meter conversa. “Bem… a casa é porreira. Não é um palácio, mas é limpa e tem luz. Para mim está óptimo. E temos transportes aqui à beirinha!”, diz ela. “Tu não é de cá, pois não?!”, pergunta Tomás, com um sorriso nos lábios. “Eu sou de Viseu”, diz Patrícia, “e estou a estudar moda.” Uma hora depois, estão a despedir-se. “Vemo-nos para a semana, cá em casa?!”, diz Patrícia, sorridente.


Matilde, Patrícia e Tomás preparam o jantar. A mesa está posta. Durante o jantar conversam. Falam sobre si. A sua família e os amigos. Brindam “estou mesmo a ver, vai ser o nosso T2para3!”, diz Tomás. A partir deste momento, estão lançados os dados. Vamos poder seguir a vida de Matilde, Patrícia e Tomás.

Três universitários em fase de transição. Chegaram a Lisboa há pouco tempo. Os primeiros tempos de faculdade foram de adaptação. Os locais onde estavam a morar anteriormente estavam longe de ser os ideiais. Agora que encontraram o apartamento ideal, estão decididos a aproveitar tudo o que a cidade tem para lhes oferecer: cultura, amigos e novas experiências, longe do olhar preocupado e “controlador” dos pais!


Terão de aprender a lidar com a ausência dos amigos, da família. Com as contas que têm para pagar – o dinheiro não cai do céu e terão de fazer alguns sacrifícios. E ainda, terão de aprender a lidar com a personalidade de cada um. Dividir um apartamento é sempre um desafio que, no início, parece fácil de enfrentar. Mas que se revela uma prova de resistência a longo prazo! Contas para pagar, pequenas discussões, noites de farra. Segredos, intrigas… É o que estes três estudantes vão partilhar.


tags:

publicado por t2para3 às 12:56
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Joana Figueiredo a 23 de Janeiro de 2008 às 18:57
Promete!!!! bjs


De Ângela Raquel a 30 de Janeiro de 2008 às 16:19
Isto promete mesmo, está a ser excelente.


De YUPIAIAI a 4 de Fevereiro de 2008 às 11:44
É só na minha universidade ou as aulas começam mesmo em todo lado em Setembro? É que entrar na universidade em Janeiro parece-me complicado... Podia ter-se dado ao trabalho de dizer que aconteceu em Setembro...


De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2008 às 11:45
Estou a gostar mt da série, mas dei de caras com uma cena demasiado caricata!! Onde é que uma pessoa com o "estilo" da mãe da Paty segue blogs?? Não estou a chamar antiquadas as pessoas do interior nem nada parecido, mas consegue-se perceber que os pais da Paty são pessoas que não devem estar mt ligadas as novas tecnologias... Deitem um olho a esses promenores :D

Continuem com a excelente iniciativa ;) ;)


De julio sousa a 16 de Fevereiro de 2008 às 19:29
Lamentável a narrativa deste t2 para 3.
quando se pensa que nao pode haver pior que os Morangos com Açucar.......Afinal pode! Realmente em Portugal conseguimos sempre piorar ainda mais o panorama. Mts parabéns..........


De Pedro a 20 de Fevereiro de 2008 às 03:21
Vá lá, não é assim tão mau..

Em relação à narrativa, convém não esquecer que os episódios são curtos, certamente devido a imposições de quem não entende nada sobre contar-histórias. É óbvio que o curto tempo de duração de cada episódio está a prejudicar esta produção, mas dificilmente a culpa é de quem manda na narrativa - deve de ser complicado abordar pontos interessantes da trama em apenas 2 minutos.. Mas há uma forma de contornar ligeiramente este problema.. Pessoalmente, acho que a melhor forma de desfrutar desta série é assistir ao compacto semanal através do Meo (os meus amigos e eu [alguns universitários, alguns já a trabalhar] juntamo-nos em minha casa todos os sábados para ver os epis da semana)..

Em relação aos McA, são formatos diferentes, pouco comparáveis, mas ao menos as pessoas que apanham bebedeiras nesta série são todas maiores de idade..

Bom trabalho, continuem assim..


De Ana Ávila a 29 de Março de 2008 às 18:09
Olha lá isso é tudo inveja?! Ker dixer se não goxtas ninguem te obriga a vr agora ñ precisa é falar mal.
E já agora quanto aos morangos é uma serie altamente. tu e k deves ser do seculo passado e por isso não gostas destas series. opá se eu fosse a ti ia-me mas era esconder p'ra casa que era o k faxias de melhor. E já agora um comentário à série:
Tá muito fixe, adoro as histórias e acho que tem muito a ver com a vida dos jovens. Parabéns a quem escreveu a história porque soube mesmo retratar a vida dos adolescentes e parabens aos actores porque representam muito bem.

Continuem assim de uma fã que vos adora


De mexes_cmg a 28 de Fevereiro de 2008 às 15:49
acabei de conhecer a serie! atraves da net..
e gostei bastante! mas isto da na tv?! em qe canal ?

beijoooo
;D


De PO a 3 de Março de 2008 às 19:51
Tá giro, mas os actores têm demasiada cara de "cascais" para passarem por alguém que está a partilhar um apartamento no bairro (ainda por cima com uma pessoa a mais)

my 2 cents


De Mr.Blonde a 22 de Março de 2008 às 22:57
Tenho a plena noção de que é uma série para fugir ao comercial. E assim as coisas têm que funcionar de maneira diferente. Falar em outras séries para tentar comparar é irreal.

Posto isto volto-me para a opinião: Descobri a coisa de 3 dias esta série. Por duas razões. Instalação da Meo. Ora assim fui explorando tudo o que por la havia. Mas deixei a série para o fim. Ora à 5 dias que tenho uma amigdalite e tudo o que daí advém. Pus-me na sala e meti a primeira semana (compacto). A partir dai vi tudo de seguida.Agradável surpresa. Vicio-me. Porque fazem daquilo tão-realidade que havia momentos em que não sabia se era ficção ou não. Personagens alegres com aquele quê que lhes fazem perfeitas. Lá mais para o fim encontrei a Raquel que por sinal eu conheço de escola.

Lamento apenas que aqui já vai no ep.40... e pelo Meo só vai no 38... mas fora isso... mais nada.

Para finalizar, deixo votos de força coragem e de orgulho por terem criado uma série tão à-frente do tempo. Eu gostei bastante. Melhorou o meu dia de cama (sofá). E só por isso PALMAS!!!



De xD a 28 de Março de 2008 às 16:53
CONHECI ATRAVEZ DAS TARDES DA JULIIA é bue bacana a série e o Tomás é todo bom xD


De a 28 de Março de 2008 às 17:11
Exelente


Comentar post